Primeira morte por leptospirose é confirmada no Rio Grande do Sul após enchentes - Brasil
Segunda, 24 de junho de 2024, 16:08
Brasil

Primeira morte por leptospirose é confirmada no Rio Grande do Sul após enchentes

A confirmação veio após a análise de uma amostra pelo Laboratório Central do Rio Grande do Sul, em Porto Alegre.

A Secretaria de Saúde do Rio Grande do Sul confirmou nesta segunda-feira (20) a primeira morte por leptospirose desde o início das enchentes que atingem o Estado. A vítima era um homem de 67 anos, residente no município de Travesseiro, no Vale do Taquari.

  
Chuvas no Rio Grande do Sul. Foto: Reprodução
 
 
 

A confirmação veio após a análise de uma amostra pelo Laboratório Central do Rio Grande do Sul, em Porto Alegre. Até o momento, foram identificados 304 casos suspeitos de leptospirose, com 19 confirmações. A doença é transmitida pelo contato com a urina de animais infectados, principalmente ratos.

Antes das enchentes, o Rio Grande do Sul havia registrado 129 casos de leptospirose e seis mortes até abril de 2023. Em todo o ano passado, o estado notificou 477 casos da doença, com 25 óbitos.

Em meio às enchentes, a Defesa Civil do Rio Grande do Sul atualizou para 157 o número de mortos devido aos temporais. O boletim divulgado na manhã desta segunda-feira (20) informou que não há óbitos sendo investigados atualmente. O estado registra ainda 85 desaparecidos e 806 feridos

Leia Também

Dê sua opinião: