Aulas na UFPI e IFPI devem ser retomadas nos próximos dias após Assembleia geral - Educação
Terça, 16 de julho de 2024, 01:30
Educação

Aulas na UFPI e IFPI devem ser retomadas nos próximos dias após Assembleia geral

Juntas, as duas instituições atendem mais de 61 mil alunos.

Os professores das universidades federais decidiram encerrar a greve nacional ontem (23), após 69 dias de paralisação. No Piauí, as Associações dos Docentes da Universidade Federal do Piauí (UFPI) e do Instituto Federal do Piauí (IFPI) anunciaram que irão realizar assembleias gerais nesta semana para definir a data e o cronograma de retorno das aulas. Juntas, as duas instituições atendem mais de 61 mil alunos.

  
Greve no IFPI e na UFPI.
Foto: Reprodução
 
 
 

De acordo com o Sindicato Nacional dos Docentes das Instituições de Ensino Superior (Andes), a maioria das instituições filiadas votou pelo fim da greve, com 33 votos a favor e 22 contrários. A categoria aceitou a proposta do governo de reajuste salarial a partir de 2025. A greve dos professores da UFPI começou em 28 de maio, enquanto a do IFPI teve início em 14 de abril. Entre as principais reivindicações estavam o reajuste salarial e a recomposição do orçamento dos centros de ensino.

Bárbara Johas, vice-presidente da Associação dos Docentes da UFPI (Adufpi), informou que as universidades têm até o dia 3 de julho para organizar o retorno das aulas. “A decisão de retorno é coletiva e a assembleia será essa semana. Vamos montar uma comissão para se reunir com a reitoria e definir o calendário de retorno das aulas”, afirmou.

UFPI

39.493 estudantes

2 mil professores

Em greve há 27 dias

Perspectiva do IFPI

João Farias, coordenador geral do Sindicato dos Docentes do IFPI, informou que a assembleia provavelmente será marcada para quarta-feira (26) para fazer um balanço da greve e discutir o possível retorno das aulas. “É um retorno inevitável segundo o comando de greve nacional. Entendemos que por parte do governo federal não houve uma resposta adequada. Não é só a questão salarial, mas também a burocratização da pesquisa e extensão, como ficará o novo ensino médio e ataques aos direitos sociais. A previsão é de retorno e definição das próximas ações, pois a luta continua, mas não na forma de greve”, explicou Farias.

IFPI

22 mil estudantes

Cerca de 3 mil professores

Em greve desde 14 de abril

Com informações do Cidadeverde.com

Leia Também

Dê sua opinião: