Morre Maria da Conceição Tavares, pioneira do desenvolvimento econômico brasileiro - Entretenimento
Segunda, 24 de junho de 2024, 15:55
Entretenimento

Morre Maria da Conceição Tavares, pioneira do desenvolvimento econômico brasileiro

Portuguesa de nascimento e brasileira de coração, seu impacto ultrapassou as fronteiras acadêmicas.

Neste sábado (8), a economista Maria da Conceição Tavares faleceu aos 94 anos, em Nova Friburgo. Reconhecida como uma figura central do pensamento desenvolvimentista no Brasil, Tavares influenciou gerações de economistas que moldaram o curso econômico do país. Portuguesa de nascimento e brasileira de coração, seu impacto ultrapassou as fronteiras acadêmicas.

  
Economista morre aos 94 anos. Foto: Reprodução
 
 
 

Nascida em 24 de abril de 1930, durante a Grande Depressão, Tavares sempre se preocupou com os desafios econômicos do país. Chegou ao Brasil em 1954 e tornou-se cidadã brasileira três anos depois. Sua voz foi uma das mais influentes na oposição à política econômica do regime militar e aos planos liberais dos governos posteriores. Seu envolvimento emocional com o Plano Cruzado, nos anos 1980, demonstrou sua dedicação aos trabalhadores e aos ideais desenvolvimentistas.

Sua festa de 80 anos, realizada em 2010 na Casa do Minho, foi um evento marcante, reunindo ex-governadores, ex-ministros e até mesmo candidatos à presidência como Dilma Rousseff e José Serra. Dotada de um carisma cativante, ela deixou sua marca não apenas nas salas de aula da Unicamp e da UFRJ, mas também nos corações de todos que a ouviam.

Durante o exílio no Chile, Tavares continuou seu trabalho na Comissão Econômica para a América Latina e o Caribe (Cepal), defendendo fervorosamente o modelo nacional desenvolvimentista. Sua passagem pelo DOI-Codi em 1974 foi um testemunho de sua coragem em tempos de repressão.

Em 2018, aos 88 anos, Tavares compartilhou seu pessimismo em relação ao Brasil contemporâneo, esperando que a juventude pudesse trazer soluções para a crise política e econômica. Sua influência transcendeu gerações, moldando o pensamento econômico brasileiro.

Com mais de uma dezena de livros publicados e um Prêmio Jabuti de Economia em 1998, Maria da Conceição Tavares deixa um legado duradouro. Em 2004, Aloízio Mercadante a descreveu como uma "referência obrigatória", destacando sua integridade e dedicação ao Brasil.

Sua atuação no BNDES, em projetos cruciais para a industrialização do país, e na CEPAL, em defesa do desenvolvimento latino-americano, destacam-se em sua vasta carreira. Autora de centenas de artigos e diversos livros, suas palestras continuam a ser fonte de inspiração para os jovens, graças à sua comunicação franca e direta, perpetuada em vídeos online.

Originária de Portugal, Maria da Conceição Tavares adotou o Brasil como sua pátria, dedicando-se apaixonadamente ao debate público e às causas populares. Seu impacto é sentido não apenas na academia, mas também nas políticas públicas e na vida cotidiana dos brasileiros.

Leia Também

Dê sua opinião: