Número de óbitos por dengue triplica no Piauí em 2024, com registro mais duas mortes - Piauí
Sexta, 14 de junho de 2024, 18:51
Piauí

Número de óbitos por dengue triplica no Piauí em 2024, com registro mais duas mortes

Os novos óbitos ocorreram nos municípios de Floriano e Baixa Grande do Ribeiro, elevando o total de mortes no estado em 2024 para 13.

Nesta quarta-feira (5), foram confirmadas mais duas mortes por dengue no Piauí, conforme o boletim do Ministério da Saúde. Os novos óbitos ocorreram nos municípios de Floriano e Baixa Grande do Ribeiro, elevando o total de mortes no estado em 2024 para 13.

O número de mortes por dengue em 2024 já é mais que o triplo dos quatro óbitos registrados em 2023. Atualmente, há cinco óbitos em investigação. Esta é a segunda morte por dengue em Baixa Grande do Ribeiro, localizada a 580 km de Teresina. A primeira foi confirmada em 3 de maio. Floriano, que fica a 246 km da capital, registrou seu primeiro óbito e tem uma outra morte suspeita em investigação.

As confirmações ocorreram após a divulgação dos dados do Laboratório Central do Piauí (Lacen). Bom Jesus, com cinco mortes confirmadas, é a cidade com o maior número de óbitos e ainda tem dois casos em investigação. Currais também investiga duas mortes. Em Teresina, duas mortes foram confirmadas, incluindo uma médica e seu filho de cinco anos.

O boletim epidemiológico revela que, de janeiro até o início de junho, foram registrados 11,2 mil casos prováveis de dengue, um aumento de 50% em relação aos 7,5 mil casos registrados em todo o ano de 2023.

Mortes confirmadas por dengue em 2024:

Bom Jesus: 5

Teresina: 2

Baixa Grande do Ribeiro: 2

Esperantina: 1

João Costa: 1

Manoel Emídio: 1

Floriano: 1

Óbitos em investigação:

Bom Jesus: 2

Currais: 2

Floriano: 1

Prevenção e cuidados

É crucial eliminar locais que possam acumular água parada, pois servem como criadouros para os mosquitos transmissores da dengue. Esgotos com água parada, matos em calçadas e lixo acumulado são focos comuns.

A dengue pode ser assintomática ou apresentar sintomas leves, mas é importante ficar atento aos sinais da doença, que pode evoluir rapidamente para um quadro grave. Os principais sintomas incluem febre, dor no corpo e nas articulações, dor atrás dos olhos, mal-estar, falta de apetite, dor de cabeça, manchas vermelhas no corpo, dor abdominal intensa, vômitos, letargia ou irritabilidade.

Ao identificar sintomas, procure uma unidade de saúde para realizar os procedimentos necessários. O tratamento para casos leves inclui repouso, hidratação, e administração de paracetamol ou dipirona para dor ou febre. É essencial evitar o uso de ácido acetilsalicílico. Em casos de sinais de alarme (dor abdominal intensa, náuseas, vômitos persistentes e sangramento de mucosas), procure imediatamente um serviço de saúde, pois pode ser necessário internar o paciente para manejo clínico adequado.

A campanha de imunização contra a dengue está em andamento em 52 cidades do Piauí, incluindo 31 do Território Entre-Rios e 21 do Território Chapada das Mangabeiras. A vacinação é voltada para crianças e adolescentes entre 10 e 14 anos, faixa etária com maior número de hospitalizações por dengue.

Leia Também

Dê sua opinião: