DRACO 115: Quarto envolvido no latrocínio contra dono de lotérica em Teresina é preso - Polícia
Quarta, 22 de maio de 2024, 08:28
Polícia

DRACO 115: Quarto envolvido no latrocínio contra dono de lotérica em Teresina é preso

O delegado enfatizou que Ricardo é acusado de uma série de crimes.

Na tarde desta quarta-feira (08), a operação DRACO 115, conduzida no bairro São Joaquim, zona Norte de Teresina (PI), terminou com a prisão de Ricardo Bezerra da Silva, acusado de envolvimento no latrocínio do empresário Petrônio Nunes, ocorrido em março deste ano. A ação também desarticulou atividades criminosas relacionadas a homicídios, tráfico de drogas e associação criminosa.

  

Quarto envolvido é preso. Foto: Reprodução
   

Ricardo Bezerra da Silva, acompanhado de sua esposa, foi detido sob acusações que incluem homicídios, associação criminosa e tráfico de drogas. O casal foi alvo de 05 mandados de busca e apreensão e 02 mandados de prisão. Durante a operação, foram apreendidos uma arma de fogo, munições, celulares, uma balança de precisão, dinheiro e um veículo.

O delegado Charles Pessoa, coordenador do Departamento de Repressão à Corrupção e ao Crime Organizado (DRACO), ressaltou a importância das prisões, destacando a extensa ficha criminal de Ricardo Bezerra da Silva, que cumpriu uma pena de 12 anos e estava em liberdade condicional há cerca de dois anos. Pessoa afirmou que o casal não apenas tinha vínculos com organizações criminosas, mas também estava envolvido no tráfico de drogas, principalmente na região norte de Teresina.

Os entorpecentes eram comercializados na residência do casal, mas outras localidades também foram identificadas como pontos de venda de drogas. A esposa de Ricardo, identificada como F.C.M., participava ativamente do comércio ilegal de entorpecentes, segundo a investigação.

Além disso, a operação também teve desdobramentos no caso do latrocínio do empresário Petrônio Nunes. Gleison Ferreira Silva, Isac da Silvia Nascimento e Jaciara Pires Rodrigues foram indiciados pelo crime. Ricardo Bezerra da Silva, segundo as autoridades, deu suporte para a fuga de Gleison, transportando-o durante os dois dias em que esteve foragido.

O delegado enfatizou que Ricardo é acusado de uma série de crimes, incluindo tentativa de homicídio, homicídio simples e qualificado, roubo, formação de quadrilha, porte irregular de arma de fogo, associação criminosa, entre outros.

A operação DRACO 115 é resultado de um intenso trabalho de investigação e inteligência, que culminou na desarticulação de atividades criminosas e na prisão de suspeitos envolvidos em diversos delitos na região. As autoridades continuam empenhadas em combater o crime e garantir a segurança da população de Teresina.

Leia Também

Dê sua opinião: