Julgamento de acusado de matar de jovem conhecida como "Sereia" ocorre em Teresina - Polícia
Quarta, 22 de maio de 2024, 08:06
Polícia

Julgamento de acusado de matar de jovem conhecida como "Sereia" ocorre em Teresina

O julgamento será realizado pela 2ª Vara do Tribunal Popular do Júri de Teresina, a partir das 8h.

Nesta terça-feira (7), o Tribunal Popular do Júri de Teresina julgará Igor Rodrigues de Sousa, conhecido como "Lucas Ryan", pelo assassinato de Gizele Vitória Silva Sampaio, popularmente conhecida como Sereia, de 17 anos. O crime, ocorrido em 2021, ganhou grande repercussão por ser uma execução do Tribunal do Crime, com fotos da vítima dentro de uma cova divulgadas antes do assassinato, e por ela ter enviado uma mensagem à família prevendo sua morte.

  

Jovem assassinada pelo tribunal do crime. Foto: reprodução
   

O julgamento será realizado pela 2ª Vara do Tribunal Popular do Júri de Teresina, a partir das 8h, no Fórum de Teresina.


Segundo a denúncia do Ministério Público, Gizele desapareceu em 8 de março de 2021, após enviar mensagens preocupantes à família. Uma amiga recebeu uma foto da vítima viva dentro de uma cova, com uma arma apontada para ela. O corpo de Gizele foi encontrado em maio daquele ano, após ser localizado próximo ao Rio Poti, na região da Vila Mocambinho, dentro de uma cova rasa.


O Ministério Público afirma que o crime ocorreu devido a uma rivalidade entre facções criminosas, já que a vítima afirmava ser de uma facção e estava indo para um local frequentado por membros de outra. O julgamento e a execução foram realizados por faccionados da região da Vila Mocambinho III, seguindo os rituais da facção.


Embora três pessoas tenham sido indiciadas pelo crime, a Justiça aceitou apenas a denúncia contra Igor Rodrigues de Sousa, "Lucas Ryan", por falta de provas suficientes contra os outros dois suspeitos.


Igor Rodrigues responderá pelo crime de feminicídio consumado e qualificado por motivo torpe, com recurso que impossibilitou a defesa da vítima, além de ocultação de cadáver. Ele está preso desde 28 de abril de 2023. O julgamento representa um passo importante para a busca por justiça no caso que chocou a cidade de Teresina.

Leia Também

Dê sua opinião: