PF deflagra Operação Pseudos contra tráfico internacional de drogas e cumpre mandados em Teresina - Polícia
Segunda, 24 de junho de 2024, 16:45
Polícia

PF deflagra Operação Pseudos contra tráfico internacional de drogas e cumpre mandados em Teresina

As ações ocorreram em seis municípios diferentes pelo país, incluindo Teresina.

Na manhã desta terça-feira (28), a Polícia Federal iniciou a Operação Pseudos, focada no combate ao tráfico internacional de drogas e lavagem de dinheiro. A operação visa desmantelar uma organização criminosa associada a esses delitos.

  

Polícia Federal Reprodução/PF-PI

   

Mais de 60 agentes federais foram mobilizados para cumprir um mandado de prisão preventiva e 15 mandados de busca e apreensão. As ações ocorreram em seis municípios diferentes pelo país, incluindo Teresina.

A operação tem como objetivo principal desarticular a estrutura financeira e operacional da organização criminosa. As buscas e apreensões foram realizadas em locais estratégicos, buscando coletar provas e apreender bens relacionados às atividades ilícitas.

A Polícia Federal executou medidas de bloqueio financeiro e apreensão de bens de uma organização criminosa envolvida no tráfico internacional de drogas e lavagem de dinheiro. O juiz responsável determinou o sequestro de bens e valores de até R$ 100 milhões, a indisponibilidade de investimentos de igual montante, e o bloqueio de ativos adquiridos pelos membros do grupo, somando até R$ 200 milhões.

Durante as diligências, um dos alvos de prisão preventiva tentou fugir, mas foi capturado pelas autoridades. Este indivíduo já tinha outros dois mandados de prisão pendentes por tráfico de drogas, emitidos pela Justiça de São Paulo. Além das prisões, foram apreendidos vários veículos de luxo, evidenciando o padrão de vida ostentatório dos membros do grupo.

Segundo a Polícia Federal, a investigação é uma continuação das atividades iniciadas em 2021, quando a PF desmantelou uma parte da organização criminosa que adquiria armas com documentos falsificados. O foco atual está na associação criminosa dedicada ao tráfico de drogas provenientes da fronteira Brasil-Bolívia, que importava substâncias ilícitas para comercialização no Nordeste do Brasil.

As investigações revelaram que os lucros do tráfico eram usados para sustentar um estilo de vida luxuoso, com membros do grupo adquirindo imóveis de alto valor, carros importados e embarcações. Nas redes sociais, ostentavam esses bens, evidenciando a prosperidade ilícita obtida com o tráfico de drogas.

Leia Também

Dê sua opinião: