Programa Jovem Cientista da Pesca Artesanal é lançado no Piauí - Política
Quarta, 22 de maio de 2024, 08:38
Política

Programa Jovem Cientista da Pesca Artesanal é lançado no Piauí

O ministro André de Paula explicou por que escolheram o Piauí para lançar o programa.

Nesta sexta-feira (03), o governador Rafael Fonteles e o ministro da Pesca e Aquicultura, André de Paula, lançaram um programa importante chamado Jovem Cientista da Pesca Artesanal, no Palácio de Karnak. Este programa vai dar cerca de mil bolsas de iniciação científica para alunos do ensino médio de escolas públicas em todo o Brasil, especialmente para os filhos de pescadores artesanais, para ajudar a evitar que eles saiam da escola.

 

  

O ministro André de Paula explicou por que escolheram o Piauí para lançar o programa. Foto: Reprodução
   

No Piauí, que é um dos cinco estados com mais pescadores artesanais no Brasil, o programa vai oferecer 100 bolsas de iniciação científica que valem R$ 300,00 cada uma, durante um ano. Essas bolsas podem ser renovadas até o aluno terminar o ensino médio, se ele mandar relatórios e tiver boas notas. O programa também vai dar 25 bolsas de R$ 1.000,00 para professores das escolas públicas que tiverem ideias de pesquisa aprovadas. E mais 25 projetos de pesquisa vão receber R$ 10 mil cada um para ajudar com despesas de material e outras coisas.

Rafael Fonteles disse que o objetivo do programa é dar aos jovens pescadores mais chances de ter sucesso na vida do que seus pais e avós. Ele falou que no Piauí tem mais de 50 mil pessoas que vivem da pesca, e é importante dar mais ajuda tecnológica e valorizar os produtos dos pescadores para que eles ganhem mais dinheiro.

O ministro André de Paula explicou por que escolheram o Piauí para lançar o programa. Ele disse que desde o começo o estado mostrou interesse em participar, e também valoriza muito a educação para melhorar a vida das pessoas.

O programa vai focar em 15 temas importantes para os pescadores do Piauí, como o papel das mulheres na pesca, a segurança alimentar e o conhecimento tradicional dos pescadores. No estado, o programa vai ser feito em parceria com o Ministério da Pesca e Aquicultura, o Governo do Estado, a Fundação de Amparo à Pesquisa do Piauí e a Secretaria de Educação. Ao todo, vão ser gastos R$ 485.000,00 do ministério, R$ 125.000,00 da fundação e R$ 300.000,00 da secretaria.

O programa faz parte de um esforço maior para ajudar as comunidades de pescadores artesanais do Brasil, lançado em 2023 pelo presidente Lula. Também foi assinado um acordo para trabalhar em conjunto com o Ministério do Desenvolvimento e Assistência Social para melhorar a vida dos pescadores e suas famílias, incluindo dando acesso a crédito para quem mais precisa.

Leia Também

Dê sua opinião: