Casos de dengue no Piauí aumentam 90% em relação ao ano de 2023 - Saúde
Quarta, 22 de maio de 2024, 08:10
Saúde

Casos de dengue no Piauí aumentam 90% em relação ao ano de 2023

Esta é a décima primeira semana consecutiva em que a Sesapi registra aumento nos casos de dengue.

A Secretaria de Estado da Saúde do Piauí (Sesapi) divulgou dados alarmantes sobre a incidência de dengue no estado, registrando um total de 7.815 casos prováveis da doença durante as 17 primeiras semanas de 2024. Isso representa um aumento significativo de 90,7% em relação ao mesmo período do ano anterior. Os casos foram notificados em 172 municípios, destacando uma preocupante disseminação da doença.

  
Casos de Dengue aumentam no Piauí. Foto: Reprodução
 
 
 



Esta é a décima primeira semana consecutiva em que a Sesapi registra aumento nos casos de dengue. Apesar disso, o número de óbitos permanece estável nas últimas duas semanas, com o último registro ocorrido em João Costa, onde foi confirmado o sexto óbito relacionado à doença.

Os dados constam no boletim epidemiológico de arboviroses da Sesapi, que abrange casos de dengue, dengue com sinais de alarme e dengue grave, além de outras arboviroses. Do total de casos prováveis, a Sesapi confirmou 4.650 ocorrências, ressaltando a gravidade da situação e a necessidade de medidas urgentes para conter a propagação da doença.

Para prevenir a dengue e reduzir sua incidência, é fundamental que a população adote medidas preventivas, tais como:

1. Eliminar recipientes que possam acumular água parada, como vasos de plantas, pneus velhos e garrafas;
2. Manter caixas d'água, piscinas e outros reservatórios de água devidamente fechados e tratados;
3. Utilizar telas em janelas e portas para impedir a entrada de mosquitos;
4. Utilizar repelentes e roupas que cubram a maior parte do corpo, principalmente durante o período de maior atividade dos mosquitos transmissores;
5. Realizar ações de limpeza e eliminação de possíveis criadouros de mosquitos em comunidades e áreas públicas, com o apoio das autoridades locais.

Essas medidas são essenciais para combater a proliferação do mosquito Aedes aegypti e prevenir a dengue, contribuindo para a promoção da saúde e o bem-estar da população.

Leia Também

Dê sua opinião: